Bem-vindo à BOL. O nosso site usa cookies e outras tecnologias para personalizar a sua experiência e compreender como você e os outros visitantes usam o nosso site.
Para ver uma lista completa das empresas que usam estes cookies e outras tecnologias e nos informar se podem ou não ser utilizadas no seu dispositivo, aceda à nossa página de política de cookies.

Concordo
Distrito Sala
Detalhe Evento
“Raio X”

“Raio X”

Teatro & Arte | Dança

Fábric Ideias Gaf. Nazaré

Auditório
Classificação Etária
Maiores de 16 anos
Bilhete Pago
Todas as Idades
2018
jun
15
Realizado

Promotor

Câmara Municipal de Ílhavo

Breve Introdução

por Circolando
Os Raios X, descobertos em 1895 por Wilhelm Röntgen, trazem a inquietação metafísica de ver o interior dos corpos materiais, poder observar o interior das coisas vivas, penetrar a matéria e perceber as coisas a partir do seu centro mais íntimo e vital. Foi este o repto para este Raio X, uma criação que parte, não sem alguma perplexidade, para os terrenos movediços dos espaços interiores. A visão do Grande Vazio faz perder o pé. O espetáculo indaga os
territórios do etéreo e da beleza, o espaço dos ecos da luz, dos brancos intersticiais, da ressonância do visível. Tudo geografias imaginárias que facilmente se adaptam ao que mais seduz o ser humano nas radiografias: a cor, a luz, o tempo, o frio. A ideia de um
corpo poroso, diáfano, transparente. E o verbo expor. Expor despudoradamente. Depois, levaram ao processo o corpo sem orgãos desenvolvido por Gilles Deleuze. Uma ideia, uma metáfora, um desafio, uma prática, que tem em si tanto de filosófico como de político. Fazer do corpo uma potência que não se reduz ao organismo. Fazer do pensamento uma potência que não se reduz à
consciência. Pode levantar o exame no dia 15 de junho, na Fábrica das Ideias da Gafanha da Nazaré.

criação André Braga e Cláudia Figueiredo com toda a equipa
direção André Braga
dramaturgia Cláudia Figueiredo
interpretação André Braga e Paulo Mota
música ao vivo Pedro Augusto
vídeo Vitor Costa
luz João Abreu
produção Ana Carvalhosa (direção) e Cláudia Santos
apoio à realização plástica Rodrigo Queirós
coprodução Circolando, Teatro Municipal do Porto, São Luiz Teatro Municipal
residências de criação FITEI, Teatro Municipal do Porto
apoios IEFP e DGArtes

Partilhar

Serviços Adicionais

Veja ainda:

X-Wife / Ciclo de Concertos Cais à Noite

Música & Festivais | Música

Cais Criativo Costa Nova

Auditório

‘A Grande Ressaca’

Teatro & Arte | Teatro de Revista

Fábric Ideias Gaf. Nazaré

Auditório